A CPFL Energia, em parceria com a WEG, lançou o Bônus Motor, projeto de eficiência energética para a modernização de máquinas focado no setor industrial. O objetivo é promover o uso racional da energia elétrica e a redução nas despesas dos consumidores com a conta de luz. Empresas de São Paulo e Rio Grande do Sul, como indústrias e concesssionárias de água e esgoto que realizarem a troca de motores antigos por tecnologias mais eficientes, poderão ter um bônus de até 40% na aquisição de um novo modelo.

“Para os participantes, as vantagens são muito claras: economia nos gastos com energia elétrica, aumento da produtividade, maior sustentabilidade, obtenção de novas garantias de fábrica e redução dos custos de manutenção. O retorno do investimento é muito rápido, ainda mais com o bônus garantido pela CPFL Energia”, explica o gerente de eficiência energética da empresa, Felipe Henrique Zaia.

Os descontos são definidos de acordo com a potência do motor substituído. Para máquinas entre 1 e 7,5 CV, serão dados descontos de até 25%. Para aqueles entre 10 e 75 CV, o bônus pode chegar a 30%. Para motores na faixa de 100 a 250 CV, o valor pode ser reduzido em até 35%. Em todas as faixas, a WEG acrescentará até 5% ao bônus do descarte do motor antigo, que será realizado através da logística reversa da empresa. Ou seja, o benefício pode chegar a 40%.

Atualmente, os motores elétricos consomem em torno de 70% da energia elétrica no segmento industrial, o que equivale a 40% de toda a energia elétrica utilizada no mundo. O objetivo do projeto é tornar esse consumo mais eficiente, desestimulando a prática do reuso de maquinário avariado, prática conhecida como rebobinamento. Isso permite a retirada de circulação de motores ineficientes com a substituição por modelos de alto rendimento.

Para se adequar aos pré-requisitos do programa, o usuário precisa substituir equipamentos fabricados até 2009 e com tempo de funcionamento mínimo de 4320 horas por ano, além de estar adimplente com a distribuidora de energia. A iniciativa também engloba consumidores de segmentos como serviço público, rural, comércio, serviços, poder público e condomínios.

A companhia estima investir R$ 8,1 milhões no projeto, dos quais R$ 6,4 milhões serão destinados aos descontos oferecidos para a substituição de equipamentos nas áreas de atuação das distribuidoras CPFL Paulista, CPFL Piratininga, CPFL Santa Cruz e RGE. Os recursos vão beneficiar clientes que fizerem a aquisição dos equipamentos através do projeto, comprovarem a instalação das novas máquinas e disponibilizarem os equipamentos antigos para o descarte correto. O processo será conduzido por meio do SBM - Sistema Bônus Motor, onde também será possível realizar a cotação com parceiros e representantes da WEG. Após o envio das comprovações de todo o processo, a CPFL pagará diretamente à WEG o valor relativo ao desconto. Os interessados em participar do programa devem acessar o link: www.bonusmotor.com.br.



Mais Notícias HYDRO



Portaria legaliza o uso de poços e águas subterrâneas

Segundo a ABAS, a GM/MS 888 corrige distorções e traz avanços importantes.

15/06/2021


Assembleia Legislativa de São Paulo aprova criação de unidades regionais de saneamento

Projeto impõe metas de universalização de água e esgoto no Estado.

15/06/2021


BNDES fará estudos para ampliar saneamento no Paraíba

Banco assinou contrato de estruturação de projeto com o Governo do Estado.

15/06/2021