A ABAS – Associação Brasileira de Águas Subterrâneas realizará, de 2 a 5 de agosto, no Espaço Arca em São Paulo, o XXII Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas, que acontece simultaneamente ao XIII Encontro de Perfuradores de Poços e a Fenágua 2022 – Feira Nacional da Água.

De volta ao formato presencial, o Congresso traz como tema central “Águas Subterrâneas: invisível, indivisível e indispensável”, tema alinhado com as diretrizes e propostas do Relatório Unesco sobre o desenvolvimento dos Recursos Hídricos 2022, divulgado em março, por ocasião das comemorações do Dia Mundial da Água.

De acordo com o presidente da ABAS, geólogo José Paulo Netto, “o Congresso acontece num momento em que, apesar de todas as dificuldades, o Brasil conseguiu avanços importantes, como por exemplo o Novo Marco do Saneamento e a aprovação da Portaria de Padrões de Qualidade da Água Potável no Brasil (GM/MS 888 de 4 de maio de 2021). A realização do congresso e dos eventos paralelos mostra a força de um setor que reencontrou o seu crescimento. Ali teremos o ambiente ideal para discussão de temas urgentes para o Brasil e para todo o planeta com profissionais, técnicos, pesquisadores, cientistas e toda a sociedade.”

A Feira Nacional de Águas também trará mudanças importantes tanto nas suas dimensões quanto no conteúdo. Por acontecer em São Paulo, a ABAS prevê um crescimento substancial de expositores em relação aos eventos anteriores. Nessa edição, a feira terá 80 estandes de diversas dimensões onde serão apresentados equipamentos, produtos e serviços ligados à hidrogeologia.

As inovações da Fenágua acontecem ainda no conteúdo. O último dia (5 de agosto) está reservado para uma série de Summits, ou seja, eventos voltados a públicos consumidores com palestras e workshops realizados pelos próprios expositores.

As águas subterrâneas ficam sob a superfície terrestre e constituem os aquíferos, onde está 99% das águas doces e líquidas de todo o planeta. As principais entidades ligadas a hidrogeologia no mundo contam que temos 62,7 vezes mais água subterrânea do que toda a água superficial da Terra. E afirmam que o uso sustentável das águas subterrâneas é um dos principais caminhos para que o mundo supere a crise hídrica que o planeta já começou a enfrentar. O Brasil dispõe de um grande volume de água superficial e subterrânea, com 350 mil m³ por pessoa. No entanto, como em todo o planeta, o maior desafio está na gestão desses recursos.

Estão sendo esperados mais de 1000 participantes durante a realização dos eventos. Informações no site: https://xxiicongressoabas.abas.org/



Mais Notícias HYDRO



Investimentos em saneamento devem impulsionar o setor de filtração

Estudo da Abrafiltros estima que o faturamento tenha alcançado R$ 1,04 bilhão em 2021.

16/08/2022


Saint-Gobain Canalização fecha parceria inédita com fintech

Estratégia da empresa é expandir a operação no Centro de Distribuição em São Bernardo do Campo.

16/08/2022


Projesan fecha semestre com expansão para o Sudeste do país

No primeiro quadrimestre de 2022, a empresa catarinense registrou faturamento de R$ 85,6 milhões.

16/08/2022