A Arkema, uma das maiores indústrias químicas do mundo, assinou um termo de compromisso com a Act4nature International para redução dos impactos na biodiversidade. A iniciativa abrange ações para preservação da fauna e flora e redução do lançamento de efluentes de suas instalações industriais no ar, água e solo.

O grupo francês emprega 530 pessoas no Brasil e está presente em São Paulo (capital, Rio Claro, São Roque, Araraquara, Araçariguama e São José do Rio Preto), Rio de Janeiro (Duque de Caxias), Bahia (Camaçari) e Minas Gerais (Uberlândia) com cinco unidades de produção, três laboratórios, 11 centros de distribuição e três subsidiárias comerciais.

Segundo Richard Tomasella, Gerente Regional de Saúde, Segurança e Meio Ambiente da Arkema, o consumo total das unidades é de 55.083 m³/ano. A fábrica de Araçariguama, onde mantém uma unidade de produção de uma ampla gama de tecnologias de resinas com baixo VOC (compostos orgânicos voláteis), é responsável pela maior parte do volume: 26.731 m³/ano. A unidade fabricante de peróxidos orgânicos e abastecimento de gases odorantes e refrigerantes em Rio Claro responde por 20.042 m³ por ano. Grande parte do abastecimento é proveniente de poços tubulares.

Segundo o gerente, a água é usada para fabricação de produtos e nas torres de resfriamento. O tratamento é feito de acordo com as demandas das unidades: parte da água passa por um processo de cloração para uso industrial e para controle da potabilidade; outra parte do recurso é tratada para redução de dureza; e no caso das unidades com torres de resfriamento, o tratamento é feito para evitar a oxidação e incrustações das tubulações.

A Arkema trabalha com estações de tratamento próprias e reúso de água. Na unidade em Rio Claro, por exemplo, foi reduzido o consumo de água por tonelada de produto (KPI m3/ton) com base em projetos de melhorias de segurança de processo e captação de água pluvial. Em 2011, o KPI era de 14,74 m³. “Em 2020, alcançamos 10,46 m³. A meta de 2021 é de 9,9 m³. Nessa unidade, aplicamos recirculação de água de processo (reaproveitamento) ao invés de enviar para estação de tratamento de efluentes, realizamos otimização no processo de lavagem e purificação dos peróxidos e fazemos a captação de água pluvial (telhados) para o sistema de combate a emergências”, diz.

Ao assinar um termo de compromisso com a Act4nature International, a Arkema se compromete a atuar e inovar em soluções ecologicamente corretas nas 147 unidades industriais da companhia ao redor do mundo. A iniciativa contempla a produção de produtos primários e transformados, além de incluir ações com parceiros e clientes. Até 2030, deverá intensificar a atuação nos principais poluentes com impacto local e reduzir as emissões de compostos orgânicos voláteis (VOCs) no ar e na água em 65% e 60%, respectivamente, comparativamente a 2012.

Criado em 2018 pela associação francesa EpE - Entreprises pour l'Environnement, o Act4nature Internacional é um coletivo de empresas, atores públicos, cientistas e associações ambientais comprometidos com a proteção, melhoria e restauração da biodiversidade.



Mais Notícias HYDRO



Governo do Ceará autoriza construção da maior usina de dessalinização do país

PPP terá capacidade de produção de água será de 1 m³/s.

26/07/2021


Instituto Trata Brasil lança o “esgotômetro”

Iniciativa inspirada no impostômetro mostra a precariedade do saneamento no país.

26/07/2021


Solução para gestão de perdas de água é pré-aprovada para financiamento do BID

SmartAcqua é baseada em inteligência artificial e machine learning.

26/07/2021