Fabricante de reservatórios de compósitos em PRFV - Plástico Reforçado com Fibras de Vidro, a Tecniplas acaba de reforçar, mais uma vez, a adequação do material ao contato com água potável – o PRFV é mais conhecido por armazenar produtos químicos corrosivos.

Da sua planta em Cabreúva, SP, foi despachado recentemente um tanque de 70 m³ para a cidade catarinense de Rio do Sul, onde fica o loteamento residencial Parque Vila Verde, da LBP Empreendimentos. O reservatório permitirá à Casan - Companhia Catarinense de Águas e Saneamento substituir as caixas d´água antigas e desativar o reservatório de concreto até então utilizado.

“Tanques como esse têm capacidade para suprir, em média, a demanda de 400 pessoas/dia”, calcula Roberto Fukumaru, representante da Tecniplas em Santa Catarina. 

Para ter condições de armazenar água potável, os reservatórios foram produzidos com resinas que possuem o Laudo de Inocuidade, conforme exigência da Portaria de Consolidação n° 5, de 28/09/2017, do Ministério da Saúde – Anexo XX (antiga Portaria 2914/2011).

Segundo a empresa, os compósitos em PRFV são imunes à corrosão, possuem elevada resistência mecânica e podem ser formulados com resinas próprias para o contato com a água potável. Outras vantagens ficam por conta da facilidade de manutenção e o fato de toda a sua cadeia produtiva ser local e, portanto, mais protegida contra as oscilações cambiais.



Mais Notícias HYDRO



Portaria legaliza o uso de poços e águas subterrâneas

Segundo a ABAS, a GM/MS 888 corrige distorções e traz avanços importantes.

15/06/2021


Assembleia Legislativa de São Paulo aprova criação de unidades regionais de saneamento

Projeto impõe metas de universalização de água e esgoto no Estado.

15/06/2021


BNDES fará estudos para ampliar saneamento no Paraíba

Banco assinou contrato de estruturação de projeto com o Governo do Estado.

15/06/2021