O IDEA Bagé, em fase final de construção em Porto Alegre, RS, será um edifício residencial com diferenciais voltados à sustentabilidade. Com 130 m² de painéis fotovoltaicos, o empreendimento terá capacidade de gerar a energia elétrica necessária para manter a área condominial do prédio e, ainda, até um terço da energia a ser consumida pelos 14 apartamentos que o compõem. Além disso, alia tecnologia e automação para o consumo consciente de água e energia, com chuveiros ecológicos, aplicação de IoT - Internet das Coisas, fachada autolimpante e eficiência térmica e acústica. Com investimento inicial de R$ 8 milhões, o empreendimento deverá ser entregue em dezembro deste ano.

“O IDEA Bagé se soma a um padrão de empreendimentos que a Capitânia Investimentos Imobiliários trouxe ao mercado, porém agregando inovação e diferenciais exclusivos”, afirma o arquiteto e sócio da Capitânia, Renato Turquenitch.

Outro diferencial é a utilização de misturadores e chuveiros ecológicos, que chegam a reduzir em até 60% o consumo de água. “Os chuveiros normais costumam ter uma vazão que varia de 18 a 30 litros por minuto. No IDEA Bagé a vazão constante será de 10 litros por minuto, que atende aos requisitos de construções sustentáveis. Isso ajuda a diminuir o impacto negativo no ambiente e ainda proporciona economia na conta de água, sem tirar a sensação de conforto do banho”, destaca Mauro Touguinha, engenheiro e sócio da Capitânia.

O empreendimento contará ainda com aproveitamento de água da chuva e da captada por condensação nos aparelhos de ar condicionado, capaz de gerar 1,8 L/h.

O acabamento autolimpante da fachada garante a eliminação de pó e sujeira a partir da água da chuva, mantendo o bom aspecto com praticidade e economia. O projeto também prevê que a fachada seja acústica e termicamente eficiente, o que colabora para a redução do consumo de energia para climatização no interior do prédio, além da utilização de vidros duplos insulados nos dormitórios. Os 14 apartamentos têm área de 112 e 100 m².

Um prédio é projetado para uma vida útil de 50 anos. Estudos mostram que os custos de morar num apartamento ( condomínio, portaria, segurança, lavagem e repinturas da fachada, água, luz e gás, entre outros), ao longo destes 50 anos, chegam próximos ao valor de sua aquisição. O conceito IDEA nasceu do desafio que a Capitânia se impôs de reduzir o custo de morar nestes 50 anos oferecendo soluções sustentáveis e econômicas.



Mais Notícias HYDRO



Portaria legaliza o uso de poços e águas subterrâneas

Segundo a ABAS, a GM/MS 888 corrige distorções e traz avanços importantes.

15/06/2021


Assembleia Legislativa de São Paulo aprova criação de unidades regionais de saneamento

Projeto impõe metas de universalização de água e esgoto no Estado.

15/06/2021


BNDES fará estudos para ampliar saneamento no Paraíba

Banco assinou contrato de estruturação de projeto com o Governo do Estado.

15/06/2021