O aditivo d2pAM é um conjunto de substâncias desenvolvido pela multinacional Symphony Environmental, com sede no Reino Unido, que protege as embalagens contra a proliferação de bactérias, fungos, mofos e vírus. É uma tecnologia não tóxica e os componentes estão em conformidade com os regulamentos e resoluções da FDA, da Anvisa e União Europeia para contato com alimentos, medicamentos e cosméticos. Recentes testes feitos pelo laboratório Eurofins detectaram a redução de mais de 99,84% do coronavírus nas superfícies dos plásticos analisados, conforme norma internacional ISO 21702-2019.

A solução é indicada para produtos e embalagens em geral que tenham alto risco de contaminação cruzada, como embalagens de alimentos, bebidas, produtos de higiene e limpeza, em sacos e sacolas plásticas, cartões de crédito e/ou débito, filmes de cobertura para terminais bancários, teclados, bandejas de restaurantes, tintas, EPIs como máscaras, luvas, gorros, aventais e tubulações de água. A blindagem proporcionada é permanente pelo tempo que durar o plástico, protegendo todos que tocarem no produto, desde a produção até a coleta e reciclagem.

No caso dos tubos, o aditivo d2pAM é aplicado durante a fabricação, sem necessidade de mudanças em processos industriais. Segundo Eduardo Van Roost, diretor da RES Brasil, representante exclusiva no país, de Valinhos, SP, o produto se aplica a qualquer tipo de plástico, incluindo aplicação com água quente. “Existem grades de aditivo compatíveis com cada um desses tipos de materiais”, diz. Não há limitação de diâmetro do tubo.

No Paquistão, a fabricante Dadex Eternit Limited lançou uma linha de tubos com a tecnologia d2pA para evitar a contaminação microbiana no sistema de distribuição de água. “Os tubos fornecem um ambiente adequado para micro-organismos, incluindo bactérias, fungos e algas, que têm a capacidade de crescer e produzir o biofilme, levando a problemas como mudança de cor, odor, sabor e turbidez da água, entupimento de tubulações e ineficácia do tratamento de desinfecção. Com a proteção, a concessionária poderá oferecer água limpa e segura para a população”, diz Qazi Sajid Ali, CEO e Diretor da Dadex.



Mais Notícias HYDRO



Portaria legaliza o uso de poços e águas subterrâneas

Segundo a ABAS, a GM/MS 888 corrige distorções e traz avanços importantes.

15/06/2021


Assembleia Legislativa de São Paulo aprova criação de unidades regionais de saneamento

Projeto impõe metas de universalização de água e esgoto no Estado.

15/06/2021


BNDES fará estudos para ampliar saneamento no Paraíba

Banco assinou contrato de estruturação de projeto com o Governo do Estado.

15/06/2021