A Abcon – Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto publicou um estudo sobre a regulação do saneamento no Brasil, produzido em parceria com a consultoria Pezco Economics e Portugal Ribeiro Advogados.

A apresentação das Regras Padronizadas sobre Distribuição de Riscos, Equilíbrio Econômico-Financeiro e Modelos Regulatórios foi promovida pela Plataforma Connected Smart Cities, por meio de uma série dedicada ao estudo.

O objetivo da análise é propor novos padrões e modelos adequados para a regulação do saneamento. Segundo o levantamento, 52 agências orientam o setor no Brasil, o que significa que o país conta com aproximadamente um terço das agências reguladoras de saneamento do mundo.

A publicação completa pode ser acessada pelo link: https://bit.ly/3iTCkuL.



Mais Notícias HYDRO



Projeto do Museu Água em São Paulo está aberto para patrocinadores

Empresas apoiadoras podem usar leis de incentivo fiscal.

22/06/2021


Tigre aposta em saneamento com oferta de estação de tratamento de esgoto unifamiliar

Solução reduz o custo de implantação em 40% e de operação em 30% comparado ao conceito tradicional.

22/06/2021


Sabesp automatiza processo de pesagem

Com as soluções da Toledo, há melhor controle da entrada e saída dos materiais, em especial de produtos químicos.

22/06/2021