O secador de lodo solar inaugurado pela GS Inima Samar e Prefeitura Municipal de Araçatuba é o primeiro do Brasil e representa um dos maiores avanços na destinação final do lodo produzido pelo esgoto, trazendo diversos benefícios ao meio ambiente. Construída na ETE - Estação de Tratamento de Esgoto Baguaçu, numa área de 7000 m², a estrutura de vidro funciona como uma estufa que evapora a umidade e faz com que o resíduo final saia com 95% de volume sólido e sem patógenos.

O secador é totalmente automatizado, composto por três removedores que trabalham 24 horas por dia, misturando o lodo e fazendo a remoção do material já seco. Antes, todo esse volume era enviado para aterros sanitários, com 80% de água e apenas 20% de sólidos tratados. A construção da estrutura foi iniciada em 2019; em 2020, a montagem dos três removedores e demais equipamentos teve que ser feita com orientações à distância e uso de óculos de realidade virtual por causa da pandemia. O investimento foi de R$ 15 milhões.

O secador recebe atualmente, na entrada, 450 toneladas de lodo por mês e entrega, na saída, 90 toneladas de lodo seco por mês. Já está sendo realizado um estudo para registro, junto ao Ministério da Agricultura e Pecuária, para uso do lodo como insumo agrícola.

A ETE Baguaçu trata diariamente 43 mil m³ de esgoto por dia, o que representa 100% de todo o esgoto coletado em Araçatuba, que tem cerca de 200 mil habitantes. A estação foi construída pela iniciativa privada em 2000, na primeira concessão pública realizada pelo município na área de saneamento básico. Em 2015, já com todos os serviços de água e esgotamento sanitário concedidos à iniciativa privada, a estação passou a ser administrada pela GS Inima Samar.

 



Mais Notícias HYDRO




Suez Water implantará plantas de água industrial em nova fábrica da Suzano no Mato Grosso do Sul

Estações destinam-se ao tratamento de água industrial, consumo potável e água desmineralizada.

18/01/2022


ANA publica 1º manual orientativo sobre normas de referência no setor de saneamento

Documento aborda cobrança pela prestação do serviço público de manejo de resíduos sólidos urbanos.

18/01/2022