A Unipar, produtora de cloro, soda e PVC, investirá aproximadamente R$ 100 milhões para instalação de um novo eletrolisador para produção de cloro e soda cáustica e implantação de um forno de ácido clorídrico em Santo André, SP.

“Este é um projeto de expansão de capacidade sustentável com captura de carbono. Ele usará energia renovável limpa para produzir cloro, soda cáustica e gerar hidrogênio verde que, por sua vez, será usado como insumo na produção de ácido clorídrico”, explica Rodrigo Cannaval, Diretor Executivo de Operações da Unipar.

“Além do uso de energia renovável limpa em todo o processo de produção, o projeto tem mais um benefício ambiental, que é o calor gerado pela reação na produção de ácido clorídrico e será aproveitado para a produção de vapor para uso na unidade, substituindo o consumo de gás natural e reduzindo em mais de 2 mil toneladas por ano a emissão de carbono”, diz.

Com início estimado da operação no segundo semestre de 2023, o projeto de expansão aumentará a capacidade produtiva de cloro e soda cáustica em aproximadamente 15% na localidade e a produção de ácido clorídrico em 15%. A capacidade instalada para produção de cloro, soda e ácido clorídrico no Brasil chegará a 545 mil, 615 mil e 755 mil toneladas/ano, respectivamente.

A nova produção de cloro será direcionada ao processo de transformação para ácido clorídrico, viabilizando a entrada de mais 90 mil toneladas/ano para o mercado.

O ácido clorídrico é utilizado para atender, principalmente, os segmentos de saneamento (tratamento de água), além de siderurgia e mineração, indústria de alimentos, biodiesel, química e petroquímica e sucroenergético, para a produção de açúcar e álcool.

Além de Santo André, a Unipar possui fábricas em Cubatão, SP, e Bahía Blanca, na Argentina.



Mais Notícias HYDRO



Plataforma da Abdid reúne mais de 1600 projetos de infraestrutura

Setor de saneamento é um dos destaques do banco de dados.

07/12/2021


Bridgestone apresenta relatório de sustentabilidade na América Latina

Unidades apresentaram uma diminuição de 23,3% no consumo de água em 2020.

07/12/2021


Até R$ 19,7 bilhões do FGTS serão disponibilizados para obras de saneamento até 2025

Em 2022, financiamentos podem chegar a R$ 4,7 bilhões.

08/12/2021