Especializada em biotecnologia, a SuperBAC, de São Paulo, auxiliou o DMAE – Departamento Municipal de Água, Esgoto e Saneamento de Nova Ponte, MG, a resolver um problema. O município, com pouco mais de 13 mil habitantes, buscava uma solução para reduzir a carga orgânica, odor e o lodo que se acumulavam no fundo das lagoas de três ETEs que recebem o esgoto doméstico da cidade.

Com vazões que variam de 950 a 1200 m³, os sistemas são compostos por lagoas de estabilização, sendo que apenas um possui gradeamento para a retirada de sólidos contidos nos efluentes. Para sanar o problema, o DMAE de Nova Ponte optou por utilizar a solução oferecida pela SuperBAC.

“Com o início da aplicação, os resultados apareceram rapidamente com o aumento da degradação da carga orgânica, redução do lodo e odor, bem como melhorias em parâmetros como DBO - Demanda Bioquímica de Oxigênio e DQO - Demanda Química de Oxigênio”, lembra Samuel Fernandez, engenheiro da Azul Engenharia, responsável pela administração do sistema em Nova Ponte.

Os micro-organismos presentes na solução SuperBAC, quando em contato com efluentes, consomem o excesso de sólidos orgânicos dentro do sistema de tratamento, melhorando a eficiência. O tratamento pode ser aplicado em estações de tratamento, lagoas e sistemas de compostagem.



Mais Notícias HYDRO



Portaria legaliza o uso de poços e águas subterrâneas

Segundo a ABAS, a GM/MS 888 corrige distorções e traz avanços importantes.

15/06/2021


Assembleia Legislativa de São Paulo aprova criação de unidades regionais de saneamento

Projeto impõe metas de universalização de água e esgoto no Estado.

15/06/2021


BNDES fará estudos para ampliar saneamento no Paraíba

Banco assinou contrato de estruturação de projeto com o Governo do Estado.

15/06/2021