Especializada em biotecnologia, a SuperBAC, de São Paulo, auxiliou o DMAE – Departamento Municipal de Água, Esgoto e Saneamento de Nova Ponte, MG, a resolver um problema. O município, com pouco mais de 13 mil habitantes, buscava uma solução para reduzir a carga orgânica, odor e o lodo que se acumulavam no fundo das lagoas de três ETEs que recebem o esgoto doméstico da cidade.

Com vazões que variam de 950 a 1200 m³, os sistemas são compostos por lagoas de estabilização, sendo que apenas um possui gradeamento para a retirada de sólidos contidos nos efluentes. Para sanar o problema, o DMAE de Nova Ponte optou por utilizar a solução oferecida pela SuperBAC.

“Com o início da aplicação, os resultados apareceram rapidamente com o aumento da degradação da carga orgânica, redução do lodo e odor, bem como melhorias em parâmetros como DBO - Demanda Bioquímica de Oxigênio e DQO - Demanda Química de Oxigênio”, lembra Samuel Fernandez, engenheiro da Azul Engenharia, responsável pela administração do sistema em Nova Ponte.

Os micro-organismos presentes na solução SuperBAC, quando em contato com efluentes, consomem o excesso de sólidos orgânicos dentro do sistema de tratamento, melhorando a eficiência. O tratamento pode ser aplicado em estações de tratamento, lagoas e sistemas de compostagem.



Mais Notícias HYDRO



Catalisador bio-orgânico facilita tratamento de água em torres e equipamentos

Solução patenteada nos EUA agora está disponível no Brasil.

22/09/2020


Ihara destinará até R$ 500 mil para programa de gestão de efluentes

Empresa lança edital para selecionar parceiros.

22/09/2020


Rio Javaés recebe estação para captação de monitoramento remoto de água

Iniciativa é uma parceria entre a ANA e a UFT.

22/09/2020