A Sanepar - Companhia de Saneamento do Paraná entregou para a Prefeitura de Londrina o plano de aproveitamento de biogás de duas estações de tratamento de esgoto (ETE) na cidade. A Sanepar já tem recursos assegurados numa linha de financiamento internacional para iniciativas que visam à redução da emissão de gases de efeito estufa com aproveitamento energético e melhoria na qualidade do tratamento de esgoto. As duas estações, ETE Norte e ETE Sul, estão em processo de ampliação, com investimentos em torno de R$ 60 milhões.

Londrina pode se tornar referência na geração de energia a partir do biogás e do lodo gerados pelo processo de tratamento de esgoto. A cidade já tem história nesta área, visto que carros da Sanepar já foram motivos a biometano na década de 1980, na primeira estação de tratamento de esgoto do Paraná, a ETE Bom Retiro, hoje desativada.

A Sanepar vem intensificando estudos para aproveitamento de biogás há mais de 10 anos, com o desenvolvimento de vários projetos piloto e participação em pesquisas de âmbito nacional. Em 2012, através de um convênio com a Agência Alemã de Cooperação Internacional GIZ (Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit), levantou o potencial de aproveitamento em várias regiões do Estado, incluindo Londrina.

Diretores da Sanepar também estiveram na prefeitura, em reunião com secretários municipais, para discutir metas e cronogramas de obras. Na pauta, foi apresentada a demanda de que a companhia garanta infraestrutura de saneamento para atender o polo da cidade industrial que, em breve, abrigará 90 empresas. “Londrina é um município muito importante para a Sanepar. A cidade não para de crescer e somos parceiros da prefeitura. Temos a missão de viabilizar essa infraestrutura para a vinda de novas indústrias e de novos empregos”, destacou o diretor-presidente da Sanepar, Claudio Stabile.



Mais Notícias HYDRO



Projeto do Museu Água em São Paulo está aberto para patrocinadores

Empresas apoiadoras podem usar leis de incentivo fiscal.

22/06/2021


Tigre aposta em saneamento com oferta de estação de tratamento de esgoto unifamiliar

Solução reduz o custo de implantação em 40% e de operação em 30% comparado ao conceito tradicional.

22/06/2021


Sabesp automatiza processo de pesagem

Com as soluções da Toledo, há melhor controle da entrada e saída dos materiais, em especial de produtos químicos.

22/06/2021