A Sanepar - Companhia de Saneamento do Paraná está implantando um novo sistema de secagem do lodo gerado na ETE Atuba Sul, em Curitiba, que utiliza biogás e biomassa como fonte de energia.  Graças a essa tecnologia, a Sanepar deixará de enviar para aterro sanitário todo mês cerca de 3800 toneladas de resíduos da maior estação de esgoto do Estado.

No sistema convencional atual, que utiliza centrífuga, o lodo sai com cerca de 80% de umidade. No novo processo, ele passará por um sistema de secagem térmica, que o deixará com apenas 20% de umidade. Depois, irá para um gerador de calor, que efetuará sua conversão térmica. 

Assim, haverá uma redução de mais de 90% no volume do produto. Esse processo de secagem é ambientalmente sustentável por usar o biogás gerado na estação, além da biomassa, que irá produzir mais calor, num sistema de autoalimentação.

Outra vantagem é que a secagem térmica elimina os micro-organismos patogênicos presentes no lodo, eliminando o uso de cal na higienização do material.

“A Sanepar vem buscando eficiência em todos os processos e sempre associando essa eficiência com a proteção ambiental. Estamos implantando um processo inovador baseado em conceitos de eficiência energética e economia circular”, diz o diretor-presidente Claudio Stabile.

Com a conclusão das obras do sistema de secagem térmica, a operação deverá ter início no segundo semestre deste ano. A ETE Atuba Sul recebe o efluente doméstico de mais de 800 mil pessoas.



Mais Notícias HYDRO



Ambipar adquire AFC, empresa de gestão de resíduos industriais

Compra faz parte do plano de ampliação da presença no Norte e Nordeste.

02/03/2021


Atlas Irrigação atualiza área irrigada total no Brasil em 8,2 milhões de hectares

Desse total, 35,5% é fertirrigada com água de reúso.

02/03/2021


Novo Rio Pinheiros conecta mais de 500 mil pessoas à rede de esgoto

Programa prevê despoluição do rio até dezembro de 2022.

02/03/2021