Uma pesquisa realizada pela Abiplast (São Paulo, SP) indicou que o ramo de produtos fabricados a partir da transformação de resinas plásticas tem grande chance de recuperação do desempenho da sua produção física em 2020, após uma retração constatada no ano passado.

 

De acordo com projeções baseadas no levantamento, as áreas de importação e exportação de transformados plásticos serão as que apresentarão maior índice de crescimento, passando respectivamente de 3,20 e 0,90% (2019) para 6,0 e 2,50%. Além disso, há perspectivas positivas quanto ao consumo aparente dessa gama, cujo percentual poderá chegar aos 2,0% em detrimento do saldo negativo de 1,2% observado no mesmo período, e ao faturamento real desse nicho, saindo de -1,1% para 1,50%.

 

A sondagem mostrou ainda que o segmento de fabricação de embalagens plásticas para alimentos e bebidas teve crescimento de aproximadamente 2,2% em 2019 em comparação com o ano anterior, o qual tem potencial para manter um bom desempenho em 2020.


Foto: Gebo Conveyor


#industriadoplasticocresceem2020 #embalagensplasticas #plasticos



Mais de Notícias PI



Bicicleta elétrica de polímero

E-bike da Stajvelo utiliza compósito termoplástico (reforçado de 30 a 60% com fibras longas de vidro) em sua estrutura

27/02/2020


Plásticos e tecnologia médica

Fabricante de máquinas realiza conferência sobre engenharia médica. Os plásticos estão cada vez mais presentes nesta área.

26/02/2020


Reciclagem de EPS no carnaval paulistano

Alegorias feitas de poliestireno expandido serão transformadas em matéria-prima

21/02/2020