FotoVolt: olho no futuro e 40 anos de bagagem

Lançada em agosto’15 como edição especial da revista Eletricidade Moderna, a FotoVolt, devido ao seu sucesso, tornou-se rapidamente referência em energia fotovoltaica. Isso levou a Aranda Editora transformar a FotoVolt, já a partir de novembro’15, em uma publicação independente. No país do sol abundante e das tarifas nas alturas, produzir a própria eletricidade torna-se não só possível como vantajoso. FotoVolt vem para acompanhar de perto e fazer parte dessa história.

Destaques do mês

A revista FotoVolt do mês de maio, que já está online, traz o artigo O novíssimo Atlas Brasileiro de Energia Solar, na pág. 10, relatando os processos de desenvolvimento do modelo e de elaboração da segunda edição do Atlas, com lançamento previsto para junho, que terá base de dados ampliada e com maior resolução, contendo ainda análises sobre a variabilidade do recurso solar e cenários de emprego de tecnologias fotovoltaicas e térmicas. Veja na pág. 20 a prévia da Intersolar South America 2017 (São Paulo, 22 a 24 de agosto), edição sul-americana da maior feira industrial e congresso sobre energia fotovoltaica e termossolar do mundo, que vai discutir o panorama atual, as perspectivas e a evolução desse setor. E na pág. 34 o artigo Estudo de caso: projeto de sistema FV para condomínio residencial, apresentando o projeto elaborado para um condomínio em Curitiba, descrevendo as etapas de medição da área utilizável, irradiação disponível, dimensionamento, especificação, levantamento de custos e cálculo do retorno financeiro. Também nesta edição tem a atualização dos guias de Sistemas de armazenamento de energia elétrica e de String boxes - quadros de proteção e isolamento para sistemas FV.

Matérias


Além de realizar funções tradicionais dos inversores fotovoltaicos, o protótipo de conversor trifásico descrito neste artigo visa prover serviços auxiliares relacionados com a melhoria da qualidade da energia no Ponto de Conexão Comum,... Leia mais.
Duas usinas fotovoltaicas, que totalizam potência de 953,58 kWp, foram instaladas em Fernando de Noronha, e conectadas à rede elétrica da concessionária no âmbito da Resolução Normativa 482/2012, gerando aproximadamente 9% da energia elétrica consumida na localidade. Este artigo analisa o impacto da inserção de geração fotovoltaica no sistema elétrico isolado da ilha, e ainda os benefícios econômicos e ambientais. Leia mais.