Chegamos ao sexto dia do maior evento mundial do setor de plásticos.

Tradicionalmente destinada a mostrar o desenvolvimento tecnológico dos três anos que a separam da edição anterior, a feira este ano traz expositores preocupados também com a retração da economia global, com o desfavorável cenário europeu e com a imagem institucional do material, abalada por campanhas exibindo os danos ambientais causados pelo descarte incorreto de produtos finais ao longo de muitos anos.

 

Brexit, oscilações no mercado de exportação, perspectiva de retração do PIB na Zona do Euro e o estabelecimento de uma economia circular com ênfase na restrição do consumo de materiais plásticos preocupam, mas não tiram o ânimo dos 3.293 expositores de 61 países, que apostam no potencial que o evento tem, inclusive, para promover uma melhor imagem para os produtos plásticos. Afinal, foram décadas de descarte inconsequente, e essa atitude tem um preço que está sendo pago agora por todos os envolvidos na cadeia produtiva, sobretudo de embalagens.

 

A saída? Produzir poluindo menos e reciclar. E por isso estes serão os temas mais presentes no evento, como você verá aqui, durante o período de realização da feira. Confira como os rumos da oferta de matéria-prima, maquinário, sistemas de automação e tudo o que pode estar relacionado a manter pulsante a indústria do plástico diante dos seus novos desafios.

 

#K2019 #novidadesdaK2019 #noticiasdaK2019