Uma linha de bags flexíveis de polietileno que permitem a visualização de animações virtuais sonorizadas por meio de smartphones passou a ser usada pela Rasip, empresa produtora de maçãs pertencente ao grupo RAR. As embalagens são confeccionadas a partir de filmes com espessura de 50 µm, unidos por solda, e apresentam altura de 320 mm e largura de 300 mm.

 

Embalagens plásticas que permitem a reprodução de animações e o acesso a jogos por meio de realidade aumentada passaram a ser usadas pela Rasip no acondicionamento de maçãs

 

Com boa resistência mecânica e bom índice de transparência, são destinadas ao acondicionamento de maçãs e prometem disputar com vantagem a atenção dos consumidores no ponto de venda, sobretudo das crianças. Os desenhos impressos podem ser vistos em realidade aumentada e com reprodução de desenhos e/ou jogos por meio de um código que é impresso na face das embalagens. Para isso é necessário fazer a instalação de um aplicativo em um dispositivo como celular ou tablet, que deve estar conectado à Internet. Ao apontar a câmera do aparelho para o código, inicia-se a reprodução, com a possibilidade de armazenamento das imagens geradas.

 

A série teve um lote inicial de 3,6 t de embalagens plásticas e a empresa está avaliando a possibilidade de implementação de programas de logística reversa e de reciclagem voltados ao processamento delas após o término de sua vida útil.

 

#realidadevirtual #filmepe #plastic