Resinas recicladas



Preços competitivos em relação ao material virgem e a possibilidade de melhoria da qualidade do reciclado por meio de descontaminação e aditivação estão fazendo com que os plásticos reciclados se tornem uma alternativa para a fabricação de diversos produtos. Este guia relaciona empresas que atuam como recicladoras de material plástico, ofertando-o ao mercado na forma de grânulos, flakes ou micronizado.




Pesquisa complementar realizada por Plástico Industrial para a elaboração deste guia mostrou que os segmentos a que se destinam as resinas recicladas oferecidas pelas empresas participantes são bastante variados: em primeiro lugar estão as aplicações em automóveis (12,90%), seguidas por utilidades domésticas e embalagens para não alimentos (empatadas com 11,70%), brinquedos (11,29%), jardinagem (9,27%), sacolas e laminados (ambas com 8,47%), embalagens para alimentos sem contato direto (6,85%), fitas de arquear (5,64%), têxtil (4,03%), filamentos para impressão 3D (2,02%) e outros (7,66%).

Quanto à origem do material pós-consumo que utilizam, as empresas apontaram como principal fonte o mercado nacional, com 75,72% das respostas, sendo que as 24,28% restantes utilizam material de origem importada. Já o índice médio de capacidade ociosa das empresas em 2016 ficou em 32%, com extremos de 10% e 70%, ao passo que neste ano a média caiu para 29%, porém com apontamentos extremos de 10 e 80%.

Outra questão abordada foram as dificuldades que os recicladores encontram na comercialização de seus produtos. As restrições normativas em relação ao uso de material reciclado representam o principal obstáculo para 15% dos respondentes, enquanto 48% o atribuem ao desconhecimento técnico ou preconceito em relação ao material por parte dos fabricantes de produtos plásticos. Os 37% restantes apontaram questões como a alta carga tributária (bitributação) e a falta de incentivos fiscais à atividade como os principais entraves. Ainda assim, 64% das entrevistadas afirmaram investir em pesquisa e desenvolvimento visando melhorar a qualidade de seus produtos.

Mesmo levando em conta restrições da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) quanto ao uso de materiais reciclados para contato direto com alimentos, 46% das empresas afirmaram ter interesse em adquirir equipamentos que os descontaminem e tornem adequados para o contato direto com alimentos e bebidas, tratando este aspecto como importante diferencial de mercado para seus produtos. A resolução 105/1999 do órgão até admite a possibilidade de avaliação de processos tecnológicos específicos de obtenção de resina reciclada para o contato com alimentos, porém de forma indireta.

Talvez por isso as 54% entrevistadas restantes tenham apontado desinteresse pelo segmento, alegando razões diversas que vão desde o fato de visarem nichos mais atrativos de mercado até o alto preço que se paga pela sucata, cujo beneficiamento a encareceria a ponto de perder a competitividade em relação à resina virgem.

A disponibilidade de bons equipamentos para reciclagem no mercado brasileiro também foi abordada na pesquisa e 82% das respondentes afirmaram encontrar localmente tudo o que procuram, ao passo que 18% afirmaram ter dificuldade de localizar fornecedores, principalmente de sistemas para lavagem e descontaminação, separadores eletrostáticos e trocadores de telas. A propósito, um guia com a oferta de equipamentos para reciclagem será publicado na edição de agosto de Plástico Industrial.






Compartilhe:

resina reciclada, plastico reciclado, fabricante, importador, resina commoditie, plastico engenharia, aditivo, granulo, 
flakes, micronizada, injeção, extrusão, sopro, rotomoldagem, termoformagem, pe, pebd, pebdl, pemd, pead, pp, ps, pvc, pet, abs, san, peuapm, pbt, pa, pom, pc, psf, ppo, pvdf, ptfe, pi, peek, pps, psai, pu, poliester, blenda, polietileno, polipropileno, poliestireno, poliamida, nailon, nylon, policarbonato, poliuretano, textil, automotivo, utilidade domestica, embalagem alimento, sem contato direto, embalagem não-alimento, vaso, saco, sacola, laminado, chapa, fita arquear, brinquedo, filamento impressão 3d

Voltar