Produtos para redes subterrâneas de distribuição de energia



Sistemas subterrâneos constituem o futuro da distribuição urbana de utilidades públicas, de energia elétrica em particular. A exemplo de outras metrópoles, as grandes cidades brasileiras iniciam um sensível movimento de ampliações por meio de redes subterrâneas e/ou de “enterramento” de sistemas aéreos em zonas nobres ou de alta densidade. O guia aproxima usuários e fabricantes de produtos e equipamentos nessa área.




Dona de 5,6 mil km de redes subterrâneas de distribuição, a Light está investindo R$ 250 milhões até o ano de 2019 para modernizar este seu sistema, além de tocar projetos de ampliação. Já a AES Eletropaulo, que possui cerca de 2,3 mil quilômetros de redes subterrâneas (5,5% de sua rede total), investe em diversos projetos que, de pouco em pouco, vêm substituindo postes, cabos e equipamentos aéreos em áreas nobres e/ou densamente ocupadas da cidade de São Paulo. Várias outras companhias desenvolvem ações semelhantes, à medida que os benefícios das redes subterrâneas, para as distribuidoras e usuários, começam a suplantar as desvantagens. Os custos de implantação, seu principal handicap, vêm caindo gradativamente, resultado de investimentos em novas tecnologias e materiais. Mesmo assim, a depender da solução adotada — rede parcialmente enterrada (com equipamentos acima do solo, tipo pedestal ou aéreos), rede totalmente enterrada, em sistema radial, primário seletivo, reticulado, etc., — os custos podem va- riar na faixa de cinco a 20 vezes os de um sistema aéreo convencional, o que implica, na maior parte dos casos, que os investimentos sejam realizados via parcerias com interessados, com o poder público, etc.

As vantagens técnicas e estéticas das redes subterrâneas são bem conhecidas: menor exposição a tempestades e fenômenos naturais, a objetos lançados nos fios, acidentes de trânsito, vandalismo, contato com galhos de árvores e pássaros, o que aumenta muito a qualidade do fornecimento e, consequentemente, a satisfação do consumidor. Somam-se ainda a valorização de imóveis e elevação do movimento comercial, a integração com o meio ambiente, evitando podas de árvores e reduzindo a poluição visual, a melhora da segurança e da mobilidade de pessoas, sobretudo daquelas com necessidades esp peciais, etc.

EM publica aqui seu primeiro guia exclusivamente dedicado a redes subterrâneas de distribuição. O levantamento lista fornecedores dos principais componentes desses sistemas, entre eles cabos, transformadores, chaves, proteções, etc. Como se trata da primeira edição do Guia, convidamos usuários e fornecedores para ajudar a aprimorá-lo, seja no sentido de agregar itens ainda não constantes da pesquisa, seja no refinamento das informações coletadas. Colaborações e sugestões podem ser enviadas via e-mail, com o assunto “Redes subterrâneas”, para em@arandanet.com.br.






Compartilhe:

produto rede subterranea energia, fabricante, importador, acessorio isolado desconectavel categoria 600a
acessorio isolado desconectavel categoria 200a, abertura com carga, loadbreak, abertura sem carga, deadbreak, para-raios desconectavel, terminal pre-moldado, emenda pre-moldada, barramento pre-moldado isolado, chave seccionadora, com interruptor de falta, sem interruptor de falta, chave transferencia manual, chave transferencia automatica, com interruptor de falta, sem interruptor de falta, seccionador-fusivel, seccionalizador religador automatico, disjuntor primario, disjuntor secundário, condutor isolado bt, condutor mt, indicador de falta, transformador pedestal, transformador submersivel, transformador seco, duto corrugado pead, duto corrugado metálico, subestação compacta pre-fabricada, protetor reticulado, quadro distribuição pedestal

Voltar